Moradores de Porto Rolim pedem que seja retirada área do Parque Ilha das Flores, que afetaria comunidades

Mosquito

Deputados receberam pedido de alteração em projeto, que afetaria cerca de mil moradores da região

Uma comissão de moradores e representantes do distrito de Rolim de Moura do Guaporé, mais conhecido como Porto Rolim, em Alta Floresta, foi recebida por deputados estaduais nesta terça-feira (27), quando apresentaram o pedido para que a região seja retirada da área de criação do Parque Estadual Ilha das Flores, prevista com a aprovação do Projeto de Lei Complementar (PLC) 080.

Segundo os moradores, cerca de 7% da área prevista do Parque Ilha das Flores, fica em região antropizada do distrito, com moradores estabelecidos há décadas, trabalhando em diversas atividades, numa população afetada em cerca de mil pessoas.

O presidente Alex Redano (Republicanos), acompanhado dos deputados Jean Oliveira (MDB), Cirone Deiró, Adelino Follador (DEM), Anderson Pereira (Pros), Jair Montes (Avante), Eyder Brasil (PSL) e Dr. Neidson (PMN), acolheram a comitiva e receberam um abaixo assinado da comunidade, pedindo que o pleito deles seja considerado.

“É importante ouvirmos sempre a população e estamos recebendo o pedido da comunidade de Porto Rolim. Cada região tem suas peculiaridades e precisamos levar sempre isso em consideração, na hora de tomar decisões”, disse Redano.

“Vai afetar de forma prejudicial a todos do distrito e seu entorno, essa criação do Parque Ilha das Flores: os ribeirinhos, comunidades quilombolas, produtores rurais estabelecidos, quem atua no ramo do turismo e outras atividades. Não entendo criar uma reserva dentro de uma área estabelecida”, denunciou o professor Libério Ferreira Quintão, que estava acompanhado de Elias Antonio, Welinton Costa, Marcos Monteiro, entre outras lideranças locais.

Texto: Eranildo Costa Luna-ALE/RO

Foto: Diego Queiroz-ALE/RO


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here