Deputado Alan Queiroz diz ser lamentável a impossibilidade da aquisição de vacinas em Rondônia

Mosquito

O parlamentar alerta para o risco de uma terceira onda da pandemia de coronavírus no Estado

O deputado Alan Queiroz (PSDB), no pequeno expediente da sessão ordinária desta terça-feira (27), disse ver com preocupação o esgotamento das tentativas de aumentar o quantitativo de vacinas contra o coronavírus em Rondônia. O parlamentar lembrou que havia certeza de que Porto Velho compraria 400 mil doses da vacina, mas isso não acontecerá. Agora, o Governo do Estado também não poderá comprar as doses anunciadas.

“É mais uma derrota, porque a Anvisa negou oficialmente a importação da vacina Sputnik V, que seria comprada pelo Governo. É lamentável, mostrando a falta de planejamento do governo federal, que deu start para que os municípios aplicassem a primeira dose e não guardassem o necessário para ministrar a segunda. Agora muitas pessoas que aguardam podem perder a validade da primeira dose”, disse Alan Queiroz.

O deputado disse, ainda, que em Porto Velho caiu a procura de pacientes por atendimento. Ele citou que o call center atendia 1.800 pessoas por dia, em busca de consultas devido ao covid, mas agora esse número é inferior a 300.

“Mas vejo com preocupação o que está acontecendo. As aglomerações continuam, pois com a baixa nos casos muita gente acha que a situação está resolvida, mas não. Nesse momento os especialistas se preocupam com a terceira onda, que pode ser mais rápida justamente devido às aglomerações”, disse Alan Queiroz.

De acordo com o deputado, é preciso manter as estruturas de saúde, sem desmontar nada, devido à possibilidade da terceira onda.

Ainda em relação à saúde, o parlamentar citou que anunciou hoje ao prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), uma ambulancha para o Baixo Madeira e três ambulâncias para atender as UPAs da Zona Sul e da Zona Leste, e também o Hospital Infantil Cosme e Damião.

Asfalto

O deputado Alan Queiroz afirmou que na conversa com Hildon Chaves tratou do programa de asfaltamento que será feito pelo Governo do Estado nos municípios.

“Dizia-se que o prefeito Hildon Chaves não aceitaria o Programa Fecha Poeira, mas não é assim. A prefeitura está de portas abertas para uma parceria com o governo para a melhoria do asfalto em Porto Velho”, finalizou o parlamentar.

Texto: Nilton Salina-ALE/RO

Foto: Diego Queiroz-ALE/RO


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here