Casal é preso por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo em Vilhena

Coronavírus
Conesulacontece

Um homem de 42 anos foi preso por posse ilegal de armas de fogo e tráfico de drogas e a mulher dele, de 43 anos, por ser cúmplice no comércio de entorpecentes. As prisões foram realizadas na manhã desta quarta-feira, 18 de novembro, nos bairros Jardim América e Assossete, em Vilhena.

Conforme a Polícia Militar, o Núcleo de Inteligência (NI) da PM já vinha realizando investigações para prender o suspeito e a esposa. O casal seria um dos mais importantes distribuidores de drogas na cidade, e teriam participação em assaltos a comércios e roubos de motocicletas.

Logo pela manhã os policiais passaram a monitorar duas casas que pertencem ao casal. Os imóveis, segundo a polícia, eram usados para armazenamento de drogas que eram trazidas de Costa Marques.

A polícia descobriu que uma das casas fica localizada na rua 8.508 do bairro Assossete, e a outra na rua Mara Augusto Zonôece no bairro 5°BEC. De acordo com a PM, o suspeito usava uma motoneta Honda Biz para entregar os entorpecentes. A prisão dele ocorreu na avenida Celso Mazutti, no Jardim América, durante uma entrega de drogas. No local, foram apreendidas porções de basta base de cocaína.

Após a prisão do homem os policiais foram até a casa do bairro 5º BEC e apreenderam 1.531 kg de pasta base de cocaína escondidas no forro do imóvel. No local a polícia apreendeu dez munições de calibre .380, dez cartuchos de calibre 38 e dois capuzes.

A mulher foi presa pouco tempo depois no bairro Assossete. Na moradia a polícia localizou uma submetralhadora artesanal de calibre .380 com carregador municiado com onze munições. Uma pistola de ar comprimido também foi apreendida.

A casal confessou que a droga era trazida de Costa Marques para ser vendida em Vilhena, e revelou que para o transporte usavam rádios comunicadores para o serviço de “batedor”. Dois aparelhos de rádio transmissão foram apreendidos com a dupla.

O homem e a esposa dele foram presos em flagrante e levados para a delegacia de Polícia Civil. Eles podem ser indiciados pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA