Pré-candidato a vereador, advogado aponta necessidade de infraestrutura esportiva em Vilhena

Coronavírus

César Stefanes diz que a prática de esportes de rua virou uma realidade impulsionada pela pandemia e município precisa investir na área

Ao constatar que a população de Vilhena tem procurado cada vez mais os espaços públicos para a prática desportiva (caminhada, corrida, pedalada etc), o pré-candidato a vereador, César Stefanes (PSC), apontou a necessidade de o município destinar investimentos para o setor.

Para o pré-candidato a parlamentar, Vilhena não tem um espaço adequado para a prática desportiva tanto para profissionais quanto para amadores. “Investir na prática desportiva é economizar em outras áreas, principalmente em saúde. A relação ‘custo X benefício’ é excelente”, declarou.

Para César, as atividades desportivas são socializadoras e desestressantes e, portanto, elevam a qualidade de vida dos que as praticam. Depois de discutir a questão com profissionais de educação física e medicina, o pré-candidato elencou os seguintes benefícios gerados pela prática desportiva de modalidades ao ar livre:

1 Fortalece o miocárdio do coração
2 Aumenta a capacidade respiratória
3 Fortalece os músculos em geral
4 É antidepressivo
5 Fortalece os ossos
6 Emagrece e controla o sobre-peso e a obesidade
7 Desenvolve hábitos socializáveis e sadios pela prática do esporte.

A REALIDADE
Com 102 mil habitantes, Vilhena não tem um único espaço público adequado à prática desportiva. O resultado são pessoas nas ruas disputando espaço com caminhões, carros e motos, colocando a integridade física e até mesmo a vida em risco.

Stefanes diz que “percebo que o vilhenense está cada mais procurando as ruas para se exercitar, dadas as limitações impostas às academias pela pandemia do novo coronavírus. Tenho certeza de que o hábito saudável de se exercitar ao ar livre veio para ficar, ou seja, vai fazer parte do chamado ‘novo normal’. Sendo assim, temos que preparar espaços públicos adequados para atender a essa nova demanda da população”.

NAS RUAS – Avenidas Maior Amarante e Tancredo Neves, além da pista do aeroporto, são os locais mais procurados por vilhenenses para a prática desportiva. Ciclistas se colocam em risco ainda maior, pois a falta de opções os conduzem às BR-364 (Vilhena-Cuiabá) e 174 (Vilhena-Juina).

“Vilhena deveria ter ciclovias conduzindo seus moradores do centro para todos os bairros da cidade”, disse César Stefanes. “Não só para a prática desportiva, mas para uso cotidiano também. A bicicleta é o principal meio de transporte de parte considerável da população”.

Para a prática desportiva, Stefanes aponta a necessidade de alongar a ciclovia que atualmente passa pelo parque Ecológico desde a BR-364 até o aeroporto (reivindicação antiga dos ciclistas esportivos da cidade, que chegaram a fazer um abaixo-assinado virtual solicitando providências neste sentido por parte de prefeitura).

Stefanes constata que a falta de infraestrutura para a prática esportiva em Vilhena leva grande contingente de desportistas aos mesmo locais. Além dos espaços não serem adequados para treinamento, observa-se grandes aglomerações, o que contradiz todos os protocolos das autoridades de saúde em tempos de pandemia.

A SOLUÇÃO
Ao tempo que César Stefanes lembra que o vereador não tem o poder de realizar obras de infraestrutura, posto que essa é uma prerrogativa do Poder Executivo, ele lembra que um parlamentar poder articular as forças políticas e empresariais locais para que projetos nesse sentido se desenvolvam.

“Vilhena comporta dois núcleos poliesportivos com pistas de atletismo profissional para desenvolvermos talentos locais na área esportiva – um no grande espaço atualmente ocioso no Estádio Municipal e outro na região do bairro Cristo Rei, onde existem espaços públicos tomados pelo matagal” disse o pré-candidato a vereador.

Por fim, Stefanes aponta a sub-utilização do espaço entre a BR-364 e a avenida Marechal Rondon. “Dá para transformar pelo menos dois quilômetros daquele espaço em área de lazer e desportos para a população de Vilhena, com quadras poliesportivas e de areia, campo de futebol de areia, academia ao ar livre, parques infantis, vestiários etc. Vi um projeto maravilhoso dessa natureza na cidade de Primavera do Leste (MT). Aqui, precisamos ter projetos. Com projetos em mãos, basta fazer as articulações políticas necessárias para buscarmos recursos tanto em Porto Velho quanto na Esplanada dos Ministérios, em Brasília”, concluiu.

Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Assessoria

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA