VOLTA ÀS AULAS – Muito medo do governo retornar escolas sem atenção para possibilidade de mega transmissão

Letícia tem duas filhas alunas de uma escola particular. Ela disse temer muito que haja o retorno das aulas presenciais no colégio um dos mais caros de Porto Velho e suas filhas possam ser contaminadas dentro do estabelecimento de ensino. “Tenho conversado com muitos pais e eles dizem a mesma coisa. Creio que a responsabilidade das direções escolares seja muito grande mas a nossa é muito maior”, disse ela que teve o covid logo em seu início.

Foto: Arquivo pessoal/O Globo

Suspensas desde a metade de março, as aulas presenciais efetivamente não estão com dias contados para retornar, apesar de haver grande expectativa com relação a um anunciado retorno em novembro, mas nem o governo, que fez tal anúncio, sabe exatamente se retorna mesmo ou nem volta este ano. Com quase seis meses das escolas fechadas, há problemas de todas as ordens para esse retorno, desde os pais que temem a possibilidade de haver muitas contaminações, passando pelos professores, que em alguns estados já se manifestaram através de suas representações sindicais pelo não retorno.

Por outro lado, apesar de temerem por problemas de contaminação, mesmo quem entende de educação não tem dúvida: todo esse período pode afetar e muito a questão da socialização especialmente das crianças até ao 3º ano, apesar de quem opina dessa forma ter certeza da necessidade de o retorno estar junto com medidas, até duras, que se sobreponham à possibilidade do surgimento da doença.

O temor de que o retorno às aulas presenciais possa contaminar os estudantes, ainda que eles sejam do grupo que não aparenta a doença mas que possam se transformar em elementos multiplicadores em suas casas, ou levarem para os colégios, é constante.

“Não adianta em casa nós tomarmos todas medidas preventivas e nas ruas muita gente está sem máscara, participando de grupos, os bares estão funcionando normalmente e sem qualquer cuidado”, disse um pai.

 

 

 

 

Por Expressão Rondônia

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA