Operação policial ataca conluio de servidores com empresários para fraudar licitação e desviar recursos em Costa Marques

A Polícia Civil do Estado de Rondônia, através da 2ª Delegacia de Repressão ao Crime Organizado – Draco2, deflagrou na manhã desta sexta-feira, 4, com apoio do Ministério Público do Estado de Rondônia, promotoria de Justiça de Costa Marques, a Operação Optimus, para cumprir 11 medidas cautelares, sendo oito mandados de busca e apreensão e três afastamentos da função pública e proibição de acesso à órgãos públicos, nas cidades de Costa Marques e Rolim de Moura. Os alvos desta operação são servidores públicos e empresários envolvidos em associação criminosa voltada para a prática fraude à licitação, envolvendo direcionamento do certame, sobrepreço e quantidade de material fornecido, peculato e falsidade ideológica.

Segundo os delegados responsáveis pela Operação, a ação é destinada a apurar a possível ocorrência de fraudes praticadas por agentes públicos da Secretaria de Obras e Agricultura da Prefeitura Municipal de Costa Marques, além de um empresário do setor de fornecimento de peças e serviços de máquinas pesadas, em que os servidores direcionaram os procedimentos licitatórios em face da referida empresa, a fim de que ela se sagrasse vencedora.

Na execução do procedimento licitatório, a Prefeitura adotou modalidade licitatória inadequada e ainda, realizou o certame (pregão presencial) em dia não útil, visando supostamente beneficiar a empresa contratada. Ademais, durante a execução do contrato, verificou-se que a empresa contratada deixou de executar o fornecimento de alguns itens (peças e serviços) previstos no edital. Mesmo sem realizar a execução total dos procedimentos licitatórios, os servidores públicos da mencionada Secretaria atestaram a entrega dos materiais e execução do serviço, como se assim tivesse sido realizado.

Os procedimentos licitatórios investigados são referentes à aquisição pela Secretaria de Obras e Agricultura de peças e serviços para os veículos e máquinas daquela pasta, totalizando o valor superior a 01 (um) milhão de reais.

No cumprimento dos mandados, a Draco2 contou ainda com o apoio operacional das Delegacias Regionais de Rolim de Moura e Alvorada do Oeste.

Ascom – PCRO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA