INFORMATIVO: FAMÍLIAS INDÍGENAS E COMUNIDADES TRADICIONAIS DE GUAJARÁ-MIRIM RECEBEM 1.400 MÁSCARAS PARA PROTEÇÃO À COVID-19


Localizada no distrito de Iata, distante 30 quilômetros de Guajará-Mirim, a Aldeia Lage Velho, que atende mais de 80 etnias indígenas, foi beneficiada na última semana com a entrega de 1.400 máscaras de tecido reutilizáveis, oriundas do Projeto Previna-se, criado pela Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), em parceria com a Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO), responsável pelas distribuições no Estado de Rondônia.

A iniciativa, segundo a primeira-dama e secretária da Seas, Luana Rocha, busca reforçar as ações de proteção à Covid-19, que tem assolado o mundo, além de dar cumprimento ao papel da Secretaria, quanto política de assistência que busca alcançar toda a população vulnerável de Rondônia.

“Frente à pandemia, nós desenvolvemos várias ações que buscam sanar essas dificuldades além de ofertar assistência às famílias”, ressaltou.

Nessa primeira remessa, foram entregues 344 máscaras às famílias indígenas. Segundo o cacique, Valdito Oro, a atenção à comunidade é redobrada, devido à dificuldade de acesso e à atuação do poder público, que é fundamental nesse momento. “Nós somos gratos ao Governo por essa ação. Os povos indígenas necessitam demais desse olhar e atendimento”, ressaltou.

Através do Previna-se mais de 200 mil máscaras serão entregues às famílias vulneráveis de Rondônia. Além das famílias indígenas, foram beneficiadas também as famílias ribeirinhas, agroextrativistas, produtores rurais e moradores da zona urbana. Nem mesmo a dificuldade de acesso às regiões impediu que as entregas continuassem.

Leia a matéria completa disponível no site da Seas/RO.👩‍💻

COMPARTILHE NOSSAS AÇÕES!

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA