Projeto 3D da maior obra da história de Vilhena é apresentado: veja imagens da 1ª etapa de saneamento básico do município

Coronavírus

Avaliada em quase R$ 100 milhões, obra é fruto de vários anos de esforços da equipe técnica do Saae

Com objetivo de apresentar às lideranças locais as ações das obras de saneamento de Vilhena, as empresas responsáveis pelo serviço revelaram imagens detalhadas do projeto em reunião organizada pelo Serviço Autônomo de Águas e Esgotos (Saae), no auditório do Centro de Treinamento e Cultura da cooperativa de crédito Sicoob Credisul, nesta quinta-feira, 13. As obras de Esgotamento Sanitário e Ampliação e Readequação do Sistema de Abastecimento de Água em Vilhena estão avaliadas em quase R$ 100 milhões e são realizadas com recursos federais, bem como contrapartida do município de quase R$ 200 mil.

Os técnicos do consórcio APJ-CIMA, responsável pela execução das obras e da empresa Csaneo, responsável pela elaboração do projeto executivo, gerenciamento e fiscalização das obras, apresentaram de forma visual e didática as principais informações sobre como será o início dos trabalhos, o tempo de execução nesta 1ª etapa e quais bairros serão atingidos.

Durante a palestra foi mencionado que atualmente os poços semi-artesianos produzem mais de 3 milhões de litros de água diariamente para abastecer as residências vilhenenses, não permitindo que o Aquífero Parecis, que abastece os poços da cidade, “descanse” o tempo necessário para repor o volume de água retirado dele. Por essa razão, que o projeto de Ampliação de Abastecimento de Água ganha relevância, em um momento em que muitos países têm dificuldade de acesso a água.

Com os dois projetos em execução a previsão é gerar mais de 300 empregos diretos a vilhenenses, dando prioridade à mão-de-obra local, tornando a cidade um verdadeiro canteiro de obras. Além disso, as obras oferecem aos investidores de outras regiões que aqui queiram se instalar a garantia de um município estruturado, que tenham condições de receber empresas de grande porte.

O tempo previsto para a execução das obras é de dois anos e iniciará pela construção de dois grandes reservatórios de água com capacidade de 3,5 milhões de litros. Já o Sistema de Esgotamento Sanitário terá quatro Estações Elevatórias (EE) e uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), sendo que em ambos projetos estão inclusos grupos geradores para manter os serviços funcionando mesmo com quedas de energia.

AMPLIAÇÃO DA REDE DE ÁGUA – Na primeira fase serão construídas as zonas de armazenamento de água, Z1 e Z3, uma localizada no setor Pioneiro e a outra no setor 20 com instalação de 135 quilômetros de rede para distribuição de água.

Os reservatórios evitarão que as bombas dos poços fiquem ligadas de forma ininterrupta, gerando economia significativa para a autarquia, dando condições financeiras para investimento em outros projetos e novas tecnologias na área de saneamento.

Uma das primeiras ações no readequação de água é a interligação de todos os poços na rede de abastecimento da cidade, que atualmente são 36 em atividade. A rede unificada direcionará a água aos reservatórios, onde também serão coletadas amostras de águas para controle físico-químico e distribuída para a população.

REDE DE ESGOTO – Com a construção de 200 quilômetros de rede de esgoto nesta primeira etapa, serão edificadas quatro Estações Elevatórias (EE) e uma Estação de Tratamento de Esgotos (ETE), que será suficiente para cobrir 40% do perímetro urbano de Vilhena.

As Estações Elevatórias são unidades importantes para o transporte dos efluentes, devido à topografia plana da cidade. Todos os efluentes serão devidamente tratados na ETE, com o lodo indo para o leito de secagem e depois encaminhado para o aterro sanitário. A água, por sua vez, após tratada e oxigenada, será encaminhada de volta à Natureza.

Para evitar a contaminação futura do Aquífero Parecis, a implantação do Esgotamento Sanitário é de suma importância, pois na área onde a rede de esgoto for implantada, todas as fossas domésticas serão eliminadas, garantindo mais qualidade de vida, segurança e bem-estar.

Semcom

Legenda

OBRAS DE SANEAMENTO em Vilhena já tiveram ordem de serviço assinada e devem ser concluídas dentro de dois anos

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA