LOCKDOWN: POLÍCIA CIVIL, POR MEIO DA 2ª DRACO, PRENDE FORAGIDOS DA JUSTIÇA QUE TENTAVAM RECEBER AUXÍLIO EMERGENCIAL DO GOVERNO FEDERAL.

Coronavírus
A Polícia Civil do Estado de Rondônia, por meio da 2ª Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (2ª DRACO) sediada em Cacoal, prendeu 11 pessoas nas cidades de Cacoal, Ji-Paraná/RO, Ouro Preto do Oeste, Buritis e Pimenta Bueno que buscavam receber o auxílio emergencial oferecido pelo Governo Federal, em razão do COVID 19, mas que possuíam mandados de prisão em aberto por diversos crimes, dentre eles homicídio, tráfico de drogas, estupro, entre outros. Além das prisões, foram cumpridos 10 (dez) mandados de busca e apreensão na cidade de Cacoal/RO.
A operação, denominada LOCKDOWN, foi dado início desde a semana passada onde foram presas pessoas em diversas cidades do Estado e deflagrada de forma efetiva na manhã de hoje em Cacoal/RO.
A operação é decorrente de determinação do Delegado-Geral de Polícia Civil Samir Fouad Abboud, coordenada pela 2ª DRACO, com apoio do Delegado de Polícia do Interior Jeremias Mendes de Souza e as Delegacias de Polícia Civil de Cacoal, Ji-paraná, Ouro Preto do Oeste,  Pimenta Bueno e Buritis/RO, após informações de que pessoas foragidas da justiça estariam tentando receber o auxílio emergencial do Governo Federal.
Além dos mandados de prisão, foram encontradas munições e um pé de maconha, o que originou a prisão em flagrante na cidade de Cacoal.
Após a prisão, essas pessoas foram encaminhadas às respectivas unidades prisionais de sua cidade e, ainda, poderão responder por falsidade ideológica e estelionato em face da tentativa de recebimento do auxílio emergencial na Justiça Federal.  Conforme informações da Polícia, alguns desses detidos encontravam-se foragidos há décadas.
COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO