Rondônia, Brasil, quarta-feira, 03 de junho de 2020, às 04:37:27 - email: acontece.ro@hotmail.com

Coronavírus: número de mortos no Brasil sobe para 136, e infectados passam...

Coronavírus: número de mortos no Brasil sobe para 136, e infectados passam de 4 mil

Bahia, Rio Grande do Norte e Distrito Federal confirmaram suas primeiras vítimas fatais; taxa de letalidade no país subiu para 3,2%, informa Ministério da Saúde
Membros das forças armadas usam roupas de proteção contra o coronavírus para desinfectar uma estação de metrô em Brasília. Foto: EVARISTO SA / AFP
Membros das forças armadas usam roupas de proteção contra o coronavírus para desinfectar uma estação de metrô em Brasília. Foto: EVARISTO SA / AFP

RIO – O número de pacientes mortos em decorrência do novo coronavírus subiu para 136 de acordo com o Ministério da Saúde. A plataforma aponta também que 4.256 tiveram o diagnóstico positivo para a Covid-19. O Brasil registrou novos 353 casos confirmados e 22 mortes nas últimas 24 horas, um aumento de 9% e 19% respectivamente em relação aos números anteriores.

Bahia, o Rio Grande do Norte e o Distrito Federal confirmaram suas primeiras vítimas fatais, sendo uma em cada. As mortes estão localizadas nos estados do Amazonas (1), Bahia (1), Ceará (5), Pernambuco (5), Piauí (1), Rio Grande do Norte (1), Rio de Janeiro (17), São Paulo (98), Distrito Federal (1), Goiás (1), Paraná (2), Santa Catarina (1) e Rio Grande do Sul (2).

Compartilhe por WhatsApp: clique aqui e acesse um guia completo sobre o coronavírus

O estado de São Paulo permanece com o maior número de casos confirmados e óbitos do país, 1.451 diagnósticos positivos e 98 mortes. O Rio de Janeiro vem logo em seguida, com 600 pacientes confirmados e 17 mortes em decorrência da Covid-19.

Dados do Ministério da Saúde mostram que 90% das pessoas que morreram (108 delas) tinham 60 anos ou mais. Havia sete pacientes na faixa etária entre 40 e 59 anos, e outros cinco com idades entre 20 e 39 anos.

Segundo a pasta, 84% dos pacientes que faleceram apresentavam pelo menos um fator de risco. Um gráfico mostra que 71 pessoas tinham algum tipo de cardiopatia e 50, diabetes.

EntendaComo hipertensos e cardíacos devem se cuidar?

Outros grupos que são mais suscetíveis a desenvolver um caso grave da Covid-19 são aqueles que têm pneumopatia, doença neurológica, doença renal, imunodepressão (sistema imunológico enfraquecido), asma, doença hematológica, obesidade e doença hepática. Mulheres que deram à luz há até 45 dias (puérpera) também estão na lista de pacientes com mais risco. Segundo o Ministério da Saúde, uma vítima fatal do coronavírus havia sido mãe recentemente.

O Globo

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA