Lazinho da Fetagro presta homenagem pelos 40 anos de atuação dos Alcoólicos Anônimos em Rondônia

Deputado destacou o trabalho realizado ao longo de quatro décadas, com os grupos de apoio na capital e no interior

O deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT) comandou, na manhã desta quinta-feira (21), Sessão Solene no plenário da Assembleia Legislativa para homenagear os 40 anos dos Alcoólicos Anônimos em Rondônia. A propositura de Lazinho foi aprovada pela unanimidade dos parlamentes, em reconhecimento ao trabalho da instituição.

“Incentivo, reconhecimento e parabenizar a quem luta para manter esse trabalho dos Alcoólicos Anônimos. Fico feliz em realizar essa Sessão Solene, pois é esta Casa valorizando uma iniciativa tão importante, que chega aos 40 anos de atuação em Rondônia, disse Lazinho, ao abrir a solenidade.

Integraram a mesa de honra o diretor executivo da Comissão de Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Rondônia (OAB/RO), Fadrício Santos; a presidente do Conselho Estadual de Saúde, Elzilene do Nascimento Pereira; a presidente da Associação Casa Família Rosetta, Claricéa Soares.

A coronel PM Ana Júlia Ferreira, có-fundadora do grupo Sereno de Alcoólicos Anônimos e Cristiano Correa de Paula, psicólogo do juizado de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça, receberam uma placa de homenagem, em reconhecimento pelo apoio, como amigos do AA, por suas atuações.

O trabalho dos Alcoólicos Anônimos começou em 20 de novembro de 1979, por meio de um membro da irmandade vindo do Sul do país. O trabalho cresceu a partir da prática dos “12 passos” junto aos grupos de apoio.

“A intenção aqui também é mostrar o trabalho que é feito. Poucas pessoas ainda conhecem as ações dos grupos de AA e é importante que haja essa maior interação, saber o que de fato é feito e como podemos ajudar e nos inteirar. Para mim é uma honra esse dia, esse momento, com essa Casa de Leis reconhecendo a luta de muitas pessoas, famílias e sociedade.”, acrescentou Lazinho.

Pronunciamentos

Os componentes da mesa de honra fizeram pronunciamentos. “Trabalho humanitário, que resgata vidas de pessoas em dificuldades, com a sociedade muitas vezes deixando de acreditar. Mas, o AA tem o acolhimento, o ouvir, algo que às vezes nem os familiares fazem mais. Parabéns ao deputado Lazinho pela justa homenagem e a Ordem se solidariza com o trabalho da irmandade”, destacou o representante da OAB/RO.

Elzilene Pereira disse que é um caso de saúde pública, que precisa ser enfrentado pelo Estado. “Hoje, temos uma atuação muito maior das entidades e instituições. O álcool é vendido em todos os locais, livremente e por isso é o grande vilão”, observou.

“O alcoolismo é uma doença que sofre com o preconceito e o desconhecimento da sociedade. É uma doença sem cura. Ela tem controle. Mas, muitas vezes a pessoa não tem a compreensão sequer da família. Admiro a coragem do deputado Lazinho, pois é a primeira vez que esta Casa abre as portas para este trabalho dos Alcoólicos Anônimos, que retiram da adicção homens e mulheres”, destacou Claricéa.

Cristiano de Paula relatou que em sua família teve casos de alcoolismo. “No juizado, pensamos num projeto, em razão do número de homens que abusam do álcool e acabam agindo com violência contra membros da família. Assim, criamos o projeto Semeadura, com os homens sendo encaminhados ao AA “, observou.

A coronel PM Ana Paula fez um breve relato sobre a fundação e a construção, de passo a passo, dos Alcoólicos Anônimos em Rondônia. Ela, porém, destacou que o trabalho que conheceu, dentro da Polícia Militar, para acompanhamento dos que enfrentam a luta contra o alcoolismo, mudou a sua vida.

“É um trabalho grandioso, uma ação imensa de pessoas que se doam. Mas, é preciso um olhar mais atento do poder público ao problema e aos que enfrentam essa doença que é o alcoolismo. A mensagem principal do AA é o princípio da reformulação da vida. E isso atinge a todos que nos envolvemos nessa ação”, destacou.

“O Alcoólicos Anônimos de Rondônia cumpre o compromisso de, há quatro décadas, dar sua parcela de contribuição no sentido de levar mensagem de força e esperança para quem deseja parar de beber; e registra grande número de vidas recuperadas, salvas”, disse o deputado ao fim da solenidade, ressaltando o caráter humanitário e a relevância social dos serviços prestados pelo AA, com a defesa da dignidade à vida.

Texto: Eranildo Costa Luna-Decom-ALE/RO

Edição: Assessoria Parlamentar

Fotos: José Hilde-Decom-ALE/RO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA