Deputados Chiquinho da EMATER, Geraldo da Rondônia e Drº Neidson se reúnem com Governo para defender crescimento do segmento atacadista de Rondônia

Na pauta os parlamentares que compõem a Comissão de Indústria e Comércio na Assembleia legislativa lutam pela geração de emprego e renda, através do fortalecimento da área de livre comércio em Guajará Mirim

 

O presidente da comissão de indústria e comércio na Assembleia Legislativa, deputado Chiquinho da EMATER (PSB) participou na última semana juntamente com os parlamentares Geraldo da Rondônia e Drº Neidson que também compõem a referida comissão de uma reunião realizada na Secretaria de Finanças do Estado, envolvendo Sindicato dos Atacadistas, Fecomércio, representantes do Governo, além de entidades afins para tratar de políticas, visando o fortalecimento do segmento atacadista para a geração de emprego e renda em Rondônia.

Na reunião o parlamentar defendeu a existência de uma área de livre comércio mais justa voltada a proteger financeiramente as empresas rondonienses que estão instaladas em Guajará Mirim.  Chiquinho da EMATER salientou que o município pertence a uma região que possui um programa de incentivo fiscal para a comercialização de produtos com preços acessíveis a serem negociados com industrias do mercado nacional, o que contribuiria ainda mais com o desenvolvimento da economia do Estado.

Outro assunto debatido pelo presidente da Comissão de Indústria e Comércio foi a revisão do convênio 134, que trata sobre a proteção fiscal para potencializar o fomento das empresas estabelecidas na região, onde a medida em vigor tem prejudicado o Estado, possibilitando que grandes empresas atacadistas do Brasil entrem no mercado de Rondônia, aglutinando a concorrência regional com preços baixos associados ao seu grande poder de compra.

Segundo Chiquinho isso tem ocasionando a perda de competitividade das empresas locais, nas quais muitas não possuem condições para suportar o desequilíbrio comercial no contexto atual.

“O meu objetivo e dos demais parlamentares é de buscar uma alternativa que compense o convênio assinado entre a SUFRAMA e o Governo do Estado para que não prejudique o empresário rondoniense, principalmente o setor atacadista”, finalizou Chiquinho da EMATER.

 

 

Redação Site Acontece RO

Foto ALE RO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA