Novas pontes e estradas recuperadas pela Prefeitura contam com apoio do DER em Vilhena

Parceria pôs fim às antigas discussões sobre responsabilidades nos trabalhos, estabelecendo clima de cooperação

Tendo sua estrutura comprometida, uma ponte na estrada velha de Colorado e outra próxima à Nova Conquista foram reconstruídas na última semana. Além disso, a Prefeitura também recuperou vários quilômetros de estradas rurais utilizadas por pequenos agricultores familiares.

 

Contando com parceria do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), a Secretaria de Obras de Vilhena (Semosp) concluiu a reconstrução da “Ponte do Rio Vermelho”, como é conhecida, em menos de 10 horas, graças a uma força-tarefa conjunta dos servidores dos dois órgãos.

 

Importante canal para escoamento de produção agrícola, a estrada sofreu com a falta de manutenção nos últimos anos devido impasses entre a responsabilidade de execução da obra que motivaram discussões entre Estado e município. Após pedido do prefeito Eduardo Japonês, um acordo de cooperação foi firmado e os dois entes resolveram trabalhar juntos para sanar a problemática, que resultou em uma ponte de madeira bem estruturada de 12m x 4,5m.

 

“Sabemos que não estamos fazendo mais que nossa obrigação, pois se tivemos a coragem de assumir este compromisso é porque temos ainda mais coragem de enfrentar as inúmeras dificuldades que o município tem”, explica o prefeito Eduardo Japonês.

 

Para o secretário de Obras, Carlos Schramm, o popular “Kalu”, a parceria do DER foi de suma importância para o sucesso da obra, “pois quanto mais unidos, mais fortes seremos. Quem ganha com isso é a população que paga seus impostos e merece retorno em benfeitorias”.

 

Na comunidade de Nova Conquista, uma ponte também foi reconstruída, garantindo acesso aos moradores da localidade e dos produtores dos entornos. A secretaria de Obras agradece ao apoio prestado pelo DER, especialmente ao seu representante Rosalino Baldin, diretor da residência do Departamento em Vilhena.

Fotomontagem/Mércia

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA