Comissão de Esportes debate fortalecimento do futebol profissional de Rondônia

Apoio aos clubes profissionais discutido com representantes da Federação de Futebol

A Comissão de Esporte, Turismo e Lazer (CETL) se reuniu na tarde desta terça-feira (04), com as presenças do presidente Alex Redano (PRB) e dos deputados Alex Silva (PRB), Cirone Deiró (Podemos) e Dr. Neidson (PMN), para discutir o futebol profissional e de base em Rondônia.

A reunião contou com as presenças do diretor jurídico, Alexandre Casagrande, o diretor do Departamento de Competições, Almir Belarmino, e o assessor Leandro Bratt, da Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER).

Alex Redano abriu a reunião, mostrando que a Comissão quer contribuir com o futebol profissional, tratando com os clubes e a entidade que organiza o campeonato profissional.

“Gostaria de saber se a FFER pode receber emendas parlamentares, para destinar aos clubes, por exemplo para as escolinhas. O que a Federação dispõe de recursos para apoiar os clubes, se dispõe. Essa reunião é de aproximação com a entidade maior do futebol, para que possamos juntos buscar um melhor caminho para os nossos clubes”, disse Redano.

Casagrande declarou que há uma recomendação da Fifa para que as federações não recebam recurso público. “Os clubes têm figura jurídica capaz de receber recurso. Não há repasse da Fifa ou CBF para bancar clubes, por exemplo. Mas, a Federação consegue ajudar os clubes de outras formas, como asseguramos bolas e outros materiais”, afirmou.

Segundo ele, “tudo o que a federação gasta, como gasta e de onde vem o recurso, está disponível no site da Federação. Neste ano, tivemos uma participação maciça dos torcedores e isso nos alegrou muito. Não temos como promover ações financeiras junto aos clubes”.

Almir Belarmino informou que a FFER organiza competições que garantem, vagas em competições nacionais, no masculino e feminino. “Temos campeonatos sub-17, sub-20, o profissional, o feminino e outras competições. Garantimos vaga na Copa do Brasil, na Copa do Brasil Feminino, Copa Verde e Copa São Paulo de Juniores, além de outras competições”, observou.

Cirone Deiró disse que é um apoiador de futebol e de outras modalidades, mas lamentou a falta de incentivo por parte da Federação, o que estaria desmotivando os clubes profissionais de participarem das competições.

“Lamento a ausência do presidente da Federação nesta reunião. Acompanho o futebol desde 1991, inclusive joguei profissionalmente, e as equipes não conseguem se estruturar. Seria importante a Federação apoiar e buscar parcerias para fortalecer o nosso futebol, seja no Ministério dos Esportes, na CBF e nos entes públicos”, afirmou.

Casagrande retomou a palavra, dizendo que “não temos recursos e nem essa atribuição. Nossas despesas, repito, estão à disposição no nosso site. A Federação faz basicamente um trabalho cartorário e temos sempre buscado formas de fortalecer o nosso futebol, o que não é fácil”

Cirone se colocou à disposição para ajudar, junto com os demais membros da Comissão, a buscar meios que possam criar uma nova dimensão para o nosso futebol. “Temos que fazer algo, do jeito que está indo, não vai muito longe. Estamos com os clubes em muitas dificuldades e que não se sustentam. Precisamos fazer parcerias com grandes clubes de outras federações, por exemplo”.

Texto: Eranildo Costa Luna-Decom-ALE/RO

Fotos: Marcos Figueira-Decom-ALE/RO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA