Comissão de Segurança Pública ouve reclamações sobre situação do Orgulho do Madeira

As reclamações são em relação a falta de segurança pública nesta região da cidade

A Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta terça-feira (12) para deliberar sobre matérias recebidas e ouvir, de forma espontânea, o síndico do Conjunto Habitacional Orgulho do Madeira, Moacir Jeronimo Trevisan, que levou aos parlamentares sobre a falta de segurança pública na Zona Leste de Porto Velho.

A reunião foi conduzida pelo presidente, deputado Anderson Pereira (PROS), e dos membros Eyder Brasil (PSL), Aélcio da TV (PP), Ismael Crispin (PSB), Jhony Paixão (PRB) e o suplemente Chiquinho da Emater (PSB)

De acordo com Moacir, atualmente o residencial possui 24 quadras, contendo quatro mil unidades de apartamentos e ainda faltam 496 para serem entregues à comunidade carente. “Temos um sério problema, pela falta de muro e contenção de transito de um bloco para outro, o que tem geração violência de todo tipo, atingindo a comunidade como um todo”, declarou.

De acordo ainda com Moacir Jeronimo, cada quadra tem um síndico, porém nem isso tem dado conta do constante aumento no índice de violência. Disse que são furtos, roubos e até assaltos. Afirmou que muitos moradores estão inadimplentes com as taxas de condomínio, no valor de R$ 40, junto ao Banco do Brasil, em decorrência do desemprego.

O deputado Aélcio da TV, sugeriu que o Banco do Brasil atue para o fechamento de cada bloco, pois é o responsável pela obra. Já o deputado Eyder Brasil entendeu que todos os envolvidos nesta situação devem ser ouvidos e apresentar soluções para os problemas de segurança pública apresentados. Segundo ele, desde 2015 a situação é a mesma. “ Não devemos tapar o sol com a peneira. O problema é crítico e a necessidade do povo é grande”, frisou.

Ele falou também que os moradores precisam contribuir com suas taxas de condomínio, para garantir que o dinheiro seja revertido em benefício dos mesmos. Além disso, pediu que seja instalado um posto de polícia no local e a implantação de uma unidade do Colégio Tiradentes na região.

O deputado Chiquinho da Emater disse, que em visita ao local, viu que os moradores se organizaram e muraram parte de um bloco, faltando apenas grades, no momento. Entende que essa inadimplência de condomínio prejudica a aplicação dos recursos na própria segurança local.

Diante das explanações, os parlamentares definiram convocação de todos os agentes envolvidos, como representantes do Banco do Brasil, da SEAS, Secretário de Segurança Pública, Prefeitura de Porto Velho, síndicos de cada quadra. Será feito um encaminhamento para que todos sejam convidados para expor sobre o tema e de que forma a Comissão de Segurança Pública pode ajudar. O deputado Ismael Crispin sugeriu que a Comissão de Habitação também participe deste momento junto aos envolvidos para tentar ajudar na resolução dos problemas. O encontro ficou marcado para o próximo dia 19, às 8:30min no Plenário 1 da Casa de Leis.

Fotos: Marcos Figueira

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA