Sicoob Credisul visita instituições de assistência social no Cone Sul de Rondônia

visita (2)

 

A Sicoob Credisul apoia vários projetos sociais e está atenta em cumprir o 7º princípio do cooperativismo, ajudando a comunidade onde está inserida. E na primeira semana de Março, a equipe de marketing da cooperativa visitou três instituições com a quais mantém convênio de doações mensais, além de doações destinadas pelos delegados.

A primeira instituição visitada foi a APAE em Cabixi (RO), entidade voltada para o atendimento educacional especializado. Lá são atendidos 35 alunos com necessidades especiais, de todas as idades. Claudia Lenker, uma das coordenadoras, lembra da parceria da Sicoob Credisul desde o início do projeto. “Nossa fundação aconteceu em 2013, mas só conseguimos abrir para atendimento aos alunos em 2016 e a Sicoob Credisul sempre esteve conosco, graças a esse apoio e as ações que realizamos por ano, como nosso leilão, bazar e oficinas, conseguimos nos manter”.

Em Cerejeiras (RO), a visita aconteceu na Budô Academia de Karatê, que atende 45 alunos de baixa renda da cidade, de até 18 anos, com aulas gratuitas. Graças às doações destinadas pelos delegados, a academia pôde comprar o tatame e os equipamentos que hoje são utilizados na academia pelos alunos. O instrutor Everton Beatto, faixa preta em karatê, contou que a modalidade tem ajudado a mudar a vida de alunos. “Existem muitos alunos que possuem problemas em casa com a família e quando eles começam a treinar a gente vê a mudança no comportamento. A cidade hoje tem um alto número de usuários de drogas, ao invés dessas crianças estarem na rua, tendo contato com a criminalidade, elas estão aqui focando no esporte”, disse.

A última visita aconteceu em Colorado do Oeste (RO), na Cidade Refúgio, um projeto desenvolvido por voluntários, que atende crianças, adolescentes e mulheres, com aulas, cursos, oficinas. Ao todo são 113 pessoas atendidas pelo projeto, a maioria crianças. Lá eles recebem aulas de italiano, pintura em tela, música e desenho. As mulheres também realizam oficinas de crochê e de beleza, com aulas de manicure e maquiagem. “Nosso intuito aqui é reestruturar vidas. Muitas mulheres que participam das oficinas aqui já conseguem ganhar seu próprio dinheiro”, explicou Thania Ribeiro, diretora administrativa da instituição.

Aline Rayane de Mattos

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA