Mais Médicos: Vilhena já tem 100% dos médicos substitutos selecionados por novo edital

Profissionais cubanos que deverão sair do município serão substituídos imediatamente

 

O perigo de Vilhena sofrer com a saída dos médicos cubanos foi sanado nesta semana. As nove vagas que ficarão em aberto deverão ser substituídas imediatamente pelos médicos já selecionados pelo edital liberado recentemente pelo Ministério da Saúde. Com a lista em mãos, a Secretaria de Saúde de Vilhena comemorou notícia e garantiu que fará todos os esforços necessários para que a transição seja a melhor possível.

 

Após a preocupação generalizada sobre o fim da parceria entre o Brasil e Cuba através do programa Mais Médicos, a seleção rápida dos profissionais parece ser a esperança de que não faltarão profissionais para atender a população.

 

Em Vilhena, 9 médicos cubanos que atuavam na rede de atenção básica foram prejudicados com o encerramento do programa no Brasil. O edital liberado pelo ministro da Saúde, Gilberto Occhi, no dia 19 de novembro, porém, garantiu que as vagas fossem preenchidas rapidamente. A lista com os nomes dos médicos que se inscreveram para as vagas em Vilhena já foi disponibilizada (em anexo).

 

“Ficamos felizes em saber que nossos esforços para fazer a Saúde de Vilhena continuar atendendo as pessoas com dignidade e qualidade não serão prejudicados pelo encerramento do programa. Faremos o possível para que a recepção dos novos médicos seja a melhor e que a continuidade dos serviços já prestados seja adequada”, explicou o prefeito Eduardo Japonês.

 

ESCALA – A Atenção Básica preparou uma escala especial de atendimento para que os médicos que a saída dos médicos cubanos não afete o atendimento. Através de reorganização da equipe, todos os que procurarem os postos de saúde serão atendidos até a chegada dos novos selecionados.

 

PRAZOS – Segundo o Ministério da Saúde, até esta segunda-feira, dia 26, haviam 30.734 inscritos no edital com registro (CRM) no Brasil. Desse total, 21.407 foram efetivadas e 8.278 profissionais já estão alocados no município para atuação imediata, caso dos 9 selecionados para Vilhena. Na apresentação ao município, que vai até 14 de dezembro, o médico deve entregar todos os documentos exigidos no edital.

 

A inscrição vai até 7 de dezembro pelo site www.maismedicos.gov.br. Neste edital do Mais Médicos são ofertadas 8.517 vagas para atuação em 2.824 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), que antes eram ocupadas por médicos da cooperação com Cuba.

Semcom

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA