Candidato a governador Acir Gurgacz envia nota a imprensa, confira:

Senador Acir Gurgacz (PDT-RO), candidato ao governo de Rondônia enviou a nota de imprensa, esclarecendo sobre a matéria publicada.

Senador Acir Gurgacz

Essa semana houve uma série de publicações no site Clique Brasil e em outros sites sobre a ação do STF relacionada a empréstimo da empresa Eucatur/Manaus no Banco da Amazônia e mediante a diversos comentários e contradições em outro veículos de comunicação, Acir Gurgacz encaminha para a nossa equipe a nota de imprensa onde relata que,” não participava das atividades administrativas da empresa, NÃO OCUPAVA NENHUM CARGO PÚBLICO e assinou o contrato APENAS COMO AVALISTA“.

Já em no site “Painel Público” afirma em pauta, “Acir Gurgacz é apontado como autor da falsificação de nota fiscal em condenação no STF”.

Porém afirma Acir que “irá recorrer contra a condenação ao pleno do STF e está confiante de que será inocentado, pois, além de não ter participação na captação do empréstimo, toda operação de crédito foi quitada“.

Devido as contradições, os chamados “fake news”, não perderam tempo e proliferaram as redes sociais com boatos que Acir estava se apropriando de dinheiro público.

Entre tantos boatos e contradições, mesmo com a publicação do acórdão no dia 1° de agosto de 2018 ,   não mudará em nada na situação política de Acir Gurgacz, que continuará exercendo o  mandato de senador e mantendo sua candidatura para governo do estado de Rondônia.

Confira a nota de imprensa:

“O senador Acir Gurgacz (PDT-RO), candidato do PDT ao governo do Estado, em coligação com o PSB, PR, PP, PTB e Solidariedade, deverá entrar imediatamente com recurso para reverter decisão da primeira turma do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a Ação Penal 935, de 27 de fevereiro de 2018, cujo acórdão foi publicado nesta quarta-feira, 1º de agosto de 2018.

A publicação do acórdão sobre a decisão do STF não muda nada na situação política de Acir Gurgacz, que continua exercendo o mandato de senador da República, mantém seus plenos direitos políticos e também mantém sua candidatura ao governo de Rondônia. 

A ação no STF está relacionada a empréstimo da empresa Eucatur/Manaus junto ao Banco da Amazônia para renovação da frota de ônibus e capital de giro. Ou seja, não diz respeito à vida pública, NÃO TEM DINHEIRO PÚBLICO envolvido, e, consequentemente, nenhum desvio de recursos públicos, como noticiam alguns sites mal intencionados, reforçando as famosas “fake news” que circulam na internet.

O senador irá recorrer contra a condenação ao pleno do STF e está confiante de que será inocentado, pois, além de não ter participação na captação do empréstimo, toda operação de crédito foi quitada – PAGA INTEGRALMENTE –, e considerada regular pelo Banco da Amazônia, como mostra laudo de perícia feito pelo banco.

Cabe lembrar que o empréstimo foi feito em 2004, há quase 15 anos, quando Acir não participava das atividades administrativas da empresa, NÃO OCUPAVA NENHUM CARGO PÚBLICO e assinou o contrato APENAS COMO AVALISTA.

Assessoria de Imprensa/Mandato do Senador Acir Gurgacz”

Fonte: CliqueBrasil

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA