Sessão da Câmara é marcada por debates acalorados entre vereadores por indicação de som automotivo e eleição escolares

A sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Vilhena, dessa terça-feira 03 de julho, foi marcada pela leitura de 03 projetos do poder executivo, 31 indicações parlamentares ao novo prefeito Eduardo Japonês (PV) e debates acalorados entre vereadores.

 

 

A sessão também marcou o retorno do vereador Adilson de Oliveira (PSDB) à presidência da Câmara, após 64 dias, onde o mesmo assumiu a prefeitura de Vilhena até a finalização do processo eleitoral suplementar, iniciado após a cassação da ex-prefeita Rosani Donadon.

 

 

Das 31 indicações parlamentares realizada pelos vereadores vilhenense, a indicação da vereadora Vera da Farmácia (MDB) foi a que causou mais debate entre os parlamentares. A indicação pede um estudo junto ao Ministério Público e a iniciativa privada para a criação de um espaço destinado ao uso de som automotivo, e que atenda as exigências legais do município.

 

 

Diversos vereadores debateram a proposta da vereadora e se colocaram à disposição para colaborar na solução do problema, uma vez que os cidadãos donos de som automotivos vêm enfrentando problemas dentro da cidade para praticarem seu hobbie.

 

 

Outro tema polêmico foi a eleição de diretores das escolas municipais, a qual a vereadora Valdete Savaris (PPS) e o vereador Carlos Suchi (PODEMOS) questionaram as denúncias durante o processo de eleição.

 

 

Presente na sessão, o secretário municipal de educação, Clésio Cássio Costa, foi convidado a tribuna para dar explicações sobre a eleição para diretores de escolas, e se explicou dizendo que em qualquer processo eleitoral existem denúncias de ambos os lados, toda uma problemática grande, mas tudo foi apurado e a eleição correu.

 

 

“Sabemos que houve pequenos problemas, reclamações, é natural de qualquer processo eleitoral, em outras oportunidades iremos corrigir algumas deficiências para que não ocorram novamente”, completou Clésio.

 

 

Fonte: DICOM – CÂMARA DOS VEREADORES

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA