Semosp retoma ações de cascalhamento recuperando vias do Bairro Cristo Rei

Servidores aproveitam a estiagem momentânea pra avançar com as recuperações.

 

Nesta quarta-feira, 11, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (SEMOSP) retomou a recuperação de ruas e Avenidas do bairro Cristo Rei, em Vilhena. Equipes da pasta fizeram apontamentos dos locais mais críticos para receber cascalhamento a fim de garantir mais qualidade do serviço.

 

Os trabalhos estão sendo coordenados pelo secretário de obras, Valdiney Campos com orientações da prefeita Rosani Donadon, que vem exigindo mais ritmo de trabalho de todas as pastas. O titular da Semosp explicou que esta fase é marcada por ações de retorno da pasta referente às recuperações das vias não pavimentadas do Município, e enfatizou que mesmo dentro do período chuvoso a SEMOSP vem conseguindo garantir bons resultados à comunidade.

 

“A prefeita Rosani Donadon ordenou agilidade no restabelecimento do tráfego das localidades e incumbiu que a Semosp aproveite ao máximo a curta estiagem para fazer render os serviços. Estamos com várias equipes executando manutenções nas ruas do Bairro Cristo Rei que estão sendo patroladas e cascalhadas nos pontos críticos, desta forma retomamos a mobilidade local, assim como as demais regiões que estão obtendo avanços nos atendimentos em cumprimento as metas da prefeita, que defende ações contínuas para desenvolver a qualidade do acesso de todos os vilhenenses”, destacou Campos.

 

Ao final o secretário de obras ressaltou que concomitante aos serviços de recuperações dos pontos críticos das ruas do bairro Cristo Rei, a Secretaria de Obras seguirá realizando a limpeza urbana do Setor 19 com a remoção dos dejetos e, enfatizou que os Bairros Embratel e Assossete serão atendidos novamente por tratar-se de regiões prioritárias pelo estado crítico de seus acessos.

 

Porém, o chefe da pasta também salientou que será necessário cautela momentânea por serem áreas muito planas, que sofrem com a forte incidência das chuvas, onde as mesmas irão precisar de um período de estiagem maior para receberem a manutenção, de modo que não traga ainda mais desconforto a população, que terá a sua mobilidade restabelecida pela Semosp brevemente.

Fonte: Assessoria/ Semosp

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA